MENU

Combate aos crimes raciais é intensificado em Fortaleza com nova delegacia

Localizada no Papicu, a Decrin trabalha para coibir e investigar casos de preconceito, racismo e injúria racial em Fortaleza.
A Delegacia de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou Orientação Sexual (Decrin) fica na Rua Valdetário Mota, 970, no bairro Papicu, em Fortaleza. Foto: (Divulgação/SSPDS-CE)

Em fevereiro deste ano, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) inaugurou uma importante ferramenta para fortalecer o combate aos crimes de discriminação racial, religiosa e de orientação sexual: a Delegacia de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou Orientação Sexual (Decrin). A unidade reforça o trabalho especializado que visa, principalmente, coibir e investigar casos de preconceito, racismo e injúria racial em Fortaleza, além de outras situações de intolerância.

As vítimas que procuram a Decrin, situada na Rua Valdetário Mota, 970, no bairro Papicu, na Capital, recebem, desde o início, um atendimento especializado e, principalmente, um acolhimento específico para cada caso, uma vez que a unidade atende no mesmo prédio do Centro de Referência em Direitos Humanos, que dispõem de apoio à vítima com atenção psicossocial e orientação jurídica. Para a delegada Danielle Mendonça, titular da Decrin, a unidade especializada reforça o compromisso em proteger as vítimas e punir com o rigor da lei os envolvidos nestes tipos de crimes.

“A criação dessa unidade reforça o compromisso do Governo do Estado e das Forças de Segurança do Ceará em combater os crimes de ódios em razão da sua raça, cor, nacionalidade, orientação sexual, bem como a escolha da sua religião. Atualmente, temos um grande desafio, pois por muito tempo essa conduta criminosa foi apontada como apenas um comportamento da esfera individual. Porém, esse pensamento é muito embrionário e a Decrin traz uma visão muito além para combater esses crimes. Com um efetivo treinado e um olhar mais empático, temos trabalhado para coibir os crimes de ódios, algo já estruturado na nossa história, mas que precisam ser entendidos, combatidos e punidos de forma rigorosa”, pontuou a delegada.

Atendimentos

Em quatro meses de atendimento após sua criação, a Decrin já registrou 55 boletins de ocorrências, além de 33 inquéritos instaurados. A delegada explicou que apesar do avanço na criação da especializada, muitas pessoas que sofrem discriminação não registram as ocorrências. “Infelizmente, por terem seus direitos por muitos anos invalidados, algumas pessoas sentem vergonha de buscar atendimentos ou serem desestimuladas a denunciar. Mas, nós, com todo preparo e qualificação para atender essas ocorrências, precisamos entender o sofrimento dessas vítimas, acolher e dar prosseguimento nos atendimentos de forma mais humanizada”, concluiu ela.

Combate à discriminação racial: entenda a lei

O combate à discriminação racial é um processo longo e contínuo, afinal o racismo é resultado de um passado escravocrata. Em janeiro deste ano, uma lei sancionada pelo Governo Federal fortaleceu a luta de movimentos sociais negros, ao equiparar injúria racial e racismo. Embora existisse a Lei 7.716, desde 1989, tipificando os preconceitos por raça, cor, etnia, religião ou nacionalidade, a injúria constava apenas no Código Penal. “A injúria saiu do Código Penal para ser tipificada na Lei de Racismo. Com isso, houve um agravamento da pena e o crime passou a ser imprescritível e inafiançável, com pena de até cinco anos, além de ser uma ação pública incondicionada”, explica a delegada Danielle Mendonça, da Decrin.

Canais de denúncias

Presenciou ou é vítima? Você pode denunciar o caso presencialmente na Decrin, ou por ligação via (85) 98878-8325, além da possibilidade de serem repassadas via 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas. O registro dos casos também pode ser feito, por meio do Boletim de Ocorrência Eletrônico (BOE), na Delegacia Eletrônica (Deletron), no site www.delegaciaeletronica.ce.gov.br.

51
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

FACHADA-UECE-2019-2
Uece: 2ª fase do vestibular acontece neste domingo (19) e segunda-feira (20)
foto site berg (25)
Forte chuva causa alagamentos em Maranguape, no Ceará; Prefeitura monitora áreas críticas
Fotos (5)
Padre Vanderlúcio Souza convida fieis a participar da Vigília de Pentecostes em Fortaleza
foto site berg (19)
Organização do Fortal afirma que embargo sofrido afeta menos de 10% da área do evento
logo-urbnews-redondo