MENU

Talentos cearenses brilham nas categorias de base locais e Brasil afora

Neste Dia Nacional do Futebol, celebrado em 19 de julho, destacamos jovens cearenses que perseguem o sonho de serem grandes craques.
O jogador cearense Luiz Neto,16, assinou com o Fluminense aos 14 anos, para atuar com o tricolor carioca até 2024. Só nessa temporada 2022/2023, já foi campeão Carioca Sub-15, da Copa Rio Sub-15, da Copa Rio Sub-16, da Recopa e da Copa Olaria Sub-16. (Foto: Leonardo Brasil/Fluminense FC)

O sonho de ser um grande jogador de futebol é ecoado a gerações e desde muito cedo entre brasileiros das mais diversas origens. A perspectiva de ser um atleta profissional atrai inúmeros jovens para as escolinhas e clubes de base, que em contrapartida buscam destaque em campeonatos juvenis e a chance de lançar futuros craques.

No Ceará, grandes talentos deram seus primeiros chutes em clubes de base. Everton “Cebolinha”, por exemplo, que jogou pela Seleção Brasileira e foi artilheiro da Copa América 2019, teve seu início nas categorias de base do Maracanã Esporte Clube, time de sua cidade natal, Maracanaú. Jogou também no Sub-15 do Fortaleza e na base do Grêmio, onde se lançou como profissional. 

Mário Jardel, ídolo do Grêmio e do futebol português, foi bicampeão brasileiro de juniores pelo Vasco da Gama e participou do Mundial Sub-21, na Austrália, pela Seleção. Mas a formação de Jardel aconteceu na base do Ferroviário Atlético Clube, a que mais revelou jogadores para a Seleção Brasileira no Ceará. Hoje, a equipe Sub–20 do Ferrão é comandada por Fernando Novaes, treinador com experiência até nos EUA.

Segundo ele, o que mais se destaca em um jovem com potencial para crescer nas categorias de base em grandes clubes não é necessariamente a parte técnica ou física, mas comportamental. “Eu falo para todos os meus atletas que a minha missão aqui não é fazer eles jogadores de futebol, profissionais, mas formar cidadãos”, declara.

Longe de casa

Fernando Novaes também é dono de uma academia de futebol especializada em enviar atletas para jogar em clubes internacionais, como na Europa ou nos Estados Unidos, e ele percebe em primeira mão as dificuldades enfrentadas por esses jovens na adaptação longe de casa, processo que chama de “luta diária”.

“Você está longe de família, de amigos, da namorada, e todos acabam em algum momento sentindo. Só que o sonho tem que ser maior do que o que você está sentindo naquele momento. Muitos desistem porque não aguentam, muitos talentos se perdem. Por isso os atletas têm que ter um trabalho mental para poder estar indo pra outro outro estado, saindo da sua cidade, e poder estar realmente indo atrás do que sonha”, aponta.

O treinador destaca ainda que, quando jogadores vêm de fora e ficam alojados nas dependências do clube, há uma pressão maior para que eles tenham uma boa performance, já que precisam “valer” o investimento maior em alimentação e moradia. Para isso, Fernando reforça, também é importante ter o aspecto da saúde mental em dia.

Segundo o treinador Fernando Novaes, os jovens atletas enfrentam uma “luta diária”. “Eles têm que ter um trabalho mental para poder estar indo pra outro outro estado, saindo da sua cidade, e poder estar realmente indo atrás do que sonha”, aponta. (Foto: Divulgação)

Quando reflete sobre o que pode ter feito a diferença para que fosse notado pelos olheiros, o jovem cearense Luiz Neto aponta que a sociabilidade pode ter sido um fator importante. “Acho que, dentro de campo, a minha parte técnica, além de carisma e educação. Considero bom meu relacionamento com as pessoas. É algo que faz a diferença”, avalia o jogador.

Uma das revelações da base do futebol cearense, Luiz Neto assinou com o Fluminense aos 14 anos, para atuar com o tricolor carioca até 2024. Com os “moleques de Xerém”, só nessa temporada 2022/2023, já foi campeão Carioca Sub-15, da Copa Rio Sub-15, da Copa Rio Sub-16, da Recopa e da Copa Olaria Sub-16.

A trajetória do atleta começou em uma escolinha na capital cearense, onde começou a jogar aos 10 anos de idade. Com o bom desempenho, foi chamado para a categoria de base do Fortaleza Esporte Clube, defendendo o time em campeonatos até na Holanda. No final de 2020, depois de boas competições, assinou com o Fluminense.

A mudança para o Rio de Janeiro, ainda aos 14 anos, foi marcada pela saudade de casa. “Foi uma guerra comigo mesmo, porque sou muito apegado à família. Minha irmã, meus pais… Mas, como sabia que era o que eu queria, um sonho para mim, tive que vir. Não pude perder a oportunidade de estar dentro do grande clube que é o Fluminense. Não tinha como não vir, e eu fiquei ainda mais feliz”, conta.

Apesar do desafio de ficar longe da família, a jornada tem a alegria de fazer parte dos títulos do clube. Hoje com 16 anos, Luiz Neto se visualiza daqui a cinco anos jogando no elenco principal do Fluminense. “Não poderia ser diferente, né? É o clube que tem meu carinho e minha gratidão. Tenho o sonho de ser ídolo desse grande clube”, manifesta.

Luiz Neto na final da Copa Rio sub-16 2023. (Foto: Leonardo Brasil/Fluminense FC)

De olho nos olheiros

A trajetória do meio-campista Caio Machado, 18, começou muito cedo no futebol. Atualmente no elenco sub-20 do Ceará Sporting Club, o atleta começou no futsal do colégio aos 7 anos de idade e fez a transição para o campo aos 10. “Já passei por tanta coisa, mas ao mesmo tempo não passei por nada, porque ainda estou em busca do meu principal objetivo, que é estrear profissionalmente no Ceará”, pontua.

Ainda na primeira escolinha, em Juazeiro do Norte, Caio já percebeu que muitos olheiros de grandes clubes frequentavam os campeonatos e até mesmo os treinos, eventualmente convidando os jovens atletas para processos seletivos. “Desde pequeno, com 10 ou 11 anos, venho fazendo testes em grandes clubes. Essa oportunidade de os olheiros estarem sempre me vendo foi fundamental para que eu pudesse assinar com grandes times”, avalia.

A primeira vez jogando fora de casa aconteceu aos 13 anos, quando foi contratado pelo Palmeiras e passou a morar em São Paulo. Apesar da adaptação difícil, Caio conta que foi uma experiência cheia de aprendizados e conquistas, como a oportunidade de jogar campeonatos na Inglaterra e no Japão com a camisa do Verdão. “Eu pude também assinar meu primeiro contrato com a Nike, que era um sonho desde moleque”, conta.

Ele reforça que a jornada de atleta de base não se faz sem dificuldades. “Às vezes a gente só vê a parte boa, mas por trás disso tem muito esforço, muita dedicação, muita força de vontade… É muito desafiador para um jovem atleta aos 12 ou 13 anos, às vezes até mais novo, sair da sua zona de conforto, sair da sua cidade natal, ir pra longe da sua família. A gente abre mão de muita coisa, desde muito cedo”, explica o atleta.

Ainda longe do que deseja conquistar, Caio considera que o esforço vale a pena, especialmente diante das conquistas passadas e futuras. “Daqui 5 anos eu gostaria de, com certeza, estar em um clube europeu, conquistando títulos. De estar na Seleção Brasileira também, jogando Copa do Mundo, eu acho que esse é o maior sonho de todo atleta de futebol profissional”, finaliza o jovem.

Com passagem pelo Palmeiras no currículo, o meio-campista cearense Caio Machado, 18, já conquistou sonhos. “Eu pude assinar meu primeiro contrato com a Nike”, lembra. Hoje ele integra o elenco sub-20 do Ceará Sporting Club. (Foto: Divulgação)

Campeonatos estaduais

Para além dos atletas que brilham nas categorias de base em clubes Brasil afora, o principal palco para os jovens talentos do futebol cearense é, sem surpresas, o Ceará. São mais de 25 clubes com elencos de base em diferentes faixas de idade que competem entre si no âmbito estadual, pelo Campeonato Cearense Sub-20, Sub-17, Sub-15, Sub-13 ou Feminino.

O estadual também é plataforma para elevar jogadores até de outros estados, como o pernambucano Ítalo Aguiar, que foi campeão cearense Sub-20 em 2022 pelo Pague Menos/Tirol, e que hoje joga no Sub-20 do Ferroviário, sob o comando de Fernando Novaes. Com passagem também pelo Fortaleza, Ítalo ganhou notoriedade em solo cearense.

Filho de mãe brasileira e pai italiano, o jovem atleta foi criado em Vitória de Santo Antão, a 48 quilômetros de Recife, por seus tios, já que seus pais trabalhavam muito. Aos 13 anos, Ítalo já saía de casa para iniciar sua caminhada no futebol, inspirado por seus primos Aguiar, Sueliton e Alexandre, que já tinham carreira profissional no esporte.

Aos 20 anos, o lateral esquerdo já passou por muitos lugares nessa jornada: jogou no Criciúma, no Avaí, Santa Cruz, e ainda passou uma temporada jogando em times italianos. “O futebol já me levou a conhecer muitos lugares onde com certeza sem ele eu ainda não teria conhecido”, reflete. Ítalo reforça que a distância das pessoas queridas não é a única abdicação de um jogador morando fora. 

“Você abre mão de muitas coisas. Abre mão ter uma vida normal para viver alguma vida dedicada somente ao futebol. Porém, você fica muito feliz quando realiza alguns pequenos sonhos, como assinar o primeiro contrato profissional, ser aprovado em alguma avaliação, vencer partidas importantes… Então com certeza são esforços que são compensados dentro da própria profissão”, finaliza.

A escalada do pernambucano Ítalo Aguiar no futebol de base tem como cenário fundamental os campeonatos juvenis cearenses, onde vem se destacando. O zagueiro foi campeão cearense Sub-20 em 2022 pelo Pague Menos/Tirol, e hoje joga no Sub-20 do Ferroviário. (Foto: Divulgação)

Onde acompanhar

Os jogos do campeonato estadual de base são transmitidos no canal oficial de Youtube da Federação Cearense de Futebol, a FCF TV. Vale acompanhar ainda as atualizações dentro das redes sociais de cada time, que costumam divulgar nas próprias páginas ou em perfis paralelos as novidades de suas equipes de base. 

No Fortaleza Esporte Clube, por exemplo, os jogos dos “leãozinhos” costumam ser transmitidos ao vivo no canal de Youtube TV Leão Novibet, e divulgados com antecedência na página do Instagram @fortalezaesportes. 

Já o Ceará Sporting Club divulga as partidas, escalações e resultados de suas categorias de base no perfil @timecearasc do Instagram. Alguns dos jogos também ganham transmissão ao vivo pelo Vozão TV, no Youtube. Para o Ferroviário Atlético Clube, o perfil oficial das categorias de base é o @baseferroviario.

333
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

foto site (25)
Dorival chama mais 3 jogadores para seleção brasileira na Copa América
Design sem nome (19)_Easy-Resize.com
Fortaleza enfrenta Vasco fora de casa pela Copa do Brasil, nesta terça-feira (21)
Design sem nome (17)_Easy-Resize.com
Com derrota, Ferroviário é o 18° na tabela da série C, na zona de rebaixamento 
foto site berg (33)
Partida entre Ceará e Operário pela Série B encerra em empate de 0 a 0
logo-urbnews-redondo