MENU

Eleições no Equador vão para 2º turno; “a paz triunfou no território nacional”, afirmou ministro

Ao todo, mais de 53.000 efetivos da Polícia Nacional atuaram durante a jornada cívica em todo o país; e cerca de 43.000 membros das Forças Armadas fizeram a guarda dos 4.390 recintos eleitorais.
O Presidente do Equador, Guillermo Lasso, durante a inauguração de um processo histórico de eleições antecipadas. (Foto: Secretaria-Geral de Comunicação da Presidência do Equador)

Neste domingo (20), mais de 13,4 milhões de cidadãos equatorianos foram às urnas para eleições antecipadas do presidente, vice-presidente, 15 deputados nacionais, 116 deputados provinciais e 6 deputados estrangeiros, que irão administrar o país por um período de 18 meses.

No caso do pleito presidencial, a votação irá para um segundo turno entre a candidata de esquerda Luisa Gonzáles, que teve 33% dos votos; e o ex-deputado e empresário Daniel Noboa, que teve 24%. Christian Zurita, substituto do candidato assassinado Fernando Villavicencio, ficou em terceiro lugar, com 16,5%.

O segundo turno está agendado para o dia 15 de outubro. Apesar de ter sido marcado por grave violência, com um assassinato de presidenciável, o primeiro turno das eleições no Equador foi concluído de maneira pacífica, segundo as autoridades do país.

“O país viveu um partido democrático, a paz triunfou no território nacional”, disse o ministro do Interior, Juan Zapata, após o encerramento do dia eleitoral. Ele frisou que, graças à articulação de inteligência entre a Polícia Nacional e as Forças Armadas, não houve ataques nos recintos eleitorais.

Ao todo, mais de 53.000 efetivos da Polícia Nacional atuaram para salvaguardar o bem-estar dos cidadãos durante a jornada cívica em todo o país; e cerca de 43.000 membros das Forças Armadas fizeram a guarda dos 4.390 recintos eleitorais.

Zapata também destacou a proteção que foi prestada aos candidatos à Presidência da República em seus momentos de votação e a instalação de postos de comando que permitiram acompanhar, em tempo real, os possíveis desenvolvimentos que surgissem no território nacional.

“Estamos satisfeitos porque o Plano de Segurança que foi trabalhado durante semanas deu os resultados esperados e os cidadãos vieram exercer o seu direito de voto”, salientou o ministro.

O Comandante-Geral da Polícia Nacional, Fausto Salinas, reforçou que, durante o processo eleitoral, não houve incidentes de maior gravidade. “A paz foi mantida, as estratégias de segurança e as operações de controle foram realizadas com sucesso”, afirmou.

Ao todo 945 pessoas foram detidas durante o processo eleitoral, e 351 infrações foram registradas: 325 por emissão e consumo de bebidas alcoólicas; 15 por propaganda em dias proibidos; 6 por votar embriagado; 2 por retardar o envio de documentos eleitorais; 2 por alterar o desenvolvimento da votação e uma por propaganda dentro do recinto eleitoral.

43
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

foto site (54)
Carlo Acutis: quem foi o beato padroeiro da internet que poderá se tornar santo pelo Vaticano
Design sem nome (4)
Companhia aérea inaugura voos onde cães só viajam no banco e com serviço de bordo
Design sem nome (5)
Palco desaba em comício com candidato à presidência do México e deixa 9 mortos
Fotos-2-4
Procurador do Tribunal Internacional pede prisão de Netanyahu e líderes do Hamas
logo-urbnews-redondo