MENU

Brasil gerou 142.702 novos empregos formais em julho; Ceará é o 6º que mais empregou

Todas as atividades registraram saldo positivo em 26 das 27 unidades federativas, segundo os dados do Caged.
Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste em geração de emprego em 2023. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Brasil criou 142.702 novos postos de trabalho em julho, de acordo com os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O salário médio de admissão em julho foi R$2.032,56, valor R$19,33 acima do registrado em junho.

Os números foram divulgados nesta quarta-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O saldo positivo foi registrado em 26 das 27 unidades federativas. No acumulado do ano, foram gerados 1.166.125 postos de trabalho.

Houve um aumento de 43.947 novos empregos formais para mulheres e de 98.755 para homens. “No que se refere à População com Deficiência, identificou-se saldo positivo de 452 postos. O emprego em julho foi positivo para pardos (75.918), brancos (15.919), pretos (13.035), amarelos (720) e indígenas (311)”, informou o ministério.

Em termos geográficos, apenas no Rio Grande do Sul (-2.129) houve queda do emprego formal, que ficou positivo nas outras 26 unidades da federação. Os maiores saldos foram em São Paulo (43.331), Rio de Janeiro (12.710) e Minas Gerais (12.353).

O Ceará é o 6º colocado no ranking nacional. O Estado registrou saldo de 6.490 empregos formais no mês passado. Para chegar ao resultado, são consideradas as admissões (47.597) menos os desligamentos (41.107). 

No acumulado do ano, o Ceará é o segundo do Nordeste, com 27.565 postos de trabalho. A Bahia lidera o ranking com 56.097.

Saldo nacional por setores

Os dados do Caged de julho mostraram que o resultado positivo do emprego formal no País foi puxado pelo setor de serviços. O saldo foi maior nas áreas de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (saldo de 27.218 postos); alojamento e alimentação (9.432 postos); e transporte, armazenagem e correio (8.904).

No setor de comércio, a área de comércio varejista de produtos farmacêuticos registrou saldo positivo de 3.554 novos postos de trabalho. Já na área de mercadorias em geral (com predominância de produtos alimentícios), os supermercados apresentaram saldo positivo de 2.419 novas vagas, enquanto minimercados registraram alta de 1.704.

O saldo positivo na construção civil ficou em 25.423, enquanto a indústria teve saldo foi 21.254 novos postos.

46
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
‘Evidências do Amor’, filme estrelado por Sandy e Fábio Porchat, tem ar de comédia romântica clássica
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Teresina não terá aumento da passagem de ônibus, anuncia secretaria
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)

Notícias relacionadas:

Foto Valter Campanato/ Agência Brasil
Economia
Congelamento de R$ 15 bi no Orçamento será oficializado nesta segunda
Mega-Sena pode pagar hoje R$ 86 milhões
Economia
Mega-sena acumula de novo e prêmio vai para R$ 61 milhões
'Taxa das blusinhas' será cobrada a partir de 27 de julho por Aliexpress e Shopee
Economia
'Taxa das blusinhas' será cobrada a partir de 27 de julho por Aliexpress e Shopee
bd309042-62c7-4df5-a0de-cde06b7a99d9
Economia
Haddad anuncia que governo vai congelar R$ 15 bilhões do orçamento para cumprir marco fiscal
logo-urbnews-redondo