MENU

Mausoléu do Palácio da Abolição será transformado em monumento a abolicionistas cearenses

O governador Elmano de Freitas anunciou que trará para a sede do Poder Executivo os restos mortais do Dragão do Mar e de outros abolicionistas do Ceará.
Erguido no sul do térreo, o Mausoléu Castelo Branco foi inaugurado pouco mais de dois anos após a inauguração oficial do Palácio da Abolição, no dia 18 de julho de 1972. (Foto: Tatiana Fortes/Gov do Ceará)

O Mausoléu Castelo Branco, localizado no Palácio da Abolição, será ressignificado para abrigar restos mortais de abolicionistas. Segundo o governador Elmano de Freitas, a mudança na sede do Poder Executivo cearense é um pedido antigo dos sobreviventes da Ditadura Militar.

Datado de 18 de julho de 1972, o Mausoléu foi criado como um monumento à memória de Humberto de Alencar Castello Branco (1897-1967), único cearense a ocupar a presidência da República de forma não interina, sendo o primeiro do período da Ditadura. O local abriga os restos mortais do general e o de sua esposa, Argentina Viana.

“A decisão está tomada. A secretaria da Cultura, junto à Secretaria de Direitos Humanos, tem a missão de garantir que no Palácio da Abolição não ficará o mausoléu de quem apoiou a ditadura”, anunciou o governador, que também falou da intenção de trazer os restos mortais de cearenses envolvidos na abolição da escravatura no país, em 1888.

“Existe um projeto a ser executado, minha vontade é que dia 11 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos, tragamos para cá Dragão do Mar. Porque se é para trazer alguém, que tragamos para cá Dragão do Mar e outros abolicionistas. Aqueles que lutaram pela democracia”, enfatizou Elmano.

O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (31), durante evento no Palácio da Abolição que comemorou os 44 anos da Lei da Anistia. Em alusão à data, foi assinado um acordo para manutenção de documentos históricos da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, a partir da identificação e higienização dos processos. 

Na ocasião, também foram homenageadas 35 pessoas – 19 mulheres e 16 homens. Dentre elas Ruth Barreto, reconhecida como a primeira presa política do Ceará; o artista plástico Ernesto Sales, filho de presos políticos; e a ex-prefeita Maria Luiza Fontenele, professora universitária e ativista política.

Foto: Carlos Gibaja/Gov do Ceará.

Sobre o Mausoléu

Erguido no sul do térreo, o Mausoléu Castelo Branco foi inaugurado pouco mais de dois anos após a inauguração oficial do Palácio da Abolição, no dia 18 de julho de 1972. Sua estrutura de concreto protegido destaca-se pelo grande balanço suspenso de 30 metros, que se projeta sobre o espelho d’água. 

Há também uma praça pavimentada com peças de madeira rústica aplicada na composição de escadas, cercada por taludes gramados. A câmara funerária foi situada na extremidade final do balanço, após as galerias que trazem a exposição de documentos e objetos pessoais do ex-presidente.

54
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

foto site (53)
Telhado desaba sobre quatro pessoas no Vicente Pinzón, em Fortaleza
V008-IMG-PL-0033-IMA-INS-GR-R01
Em Fortaleza, Passaré recebe empreendimento com valor geral de venda de R$ 88 milhões
Fotos
Justiça do Ceará reconhece direito de mulheres trans à aposentadoria feminina
foto site - 1
Elenco do filme “Motel Destino”, dirigido por um cearense, canta e dança forró em Cannes, na França
logo-urbnews-redondo