MENU

Bombeiros já salvaram 366 vidas de afogamentos no Ceará em 2023. Veja dicas de segurança

Segundo balanço do Corpo de Bombeiros, 80% dos salvamentos aconteceram na Praia do Futuro, em Fortaleza.
O Corpo de Bombeiros orienta aos banhistas que sempre confiram se a área em que estão entrando é permitida para banho e obedeçam a sinalização existente. (Foto: Ascom CBMCE)

Na alta ou baixa temporada, as atividades aquáticas são sempre populares nas praias, lagoas e açudes do Ceará. Porém, com a diversão, também surgem os conhecidos riscos. Entre janeiro e agosto deste ano, 366 pessoas foram salvas de afogamento pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE).

Esse número representa uma redução de 18% em relação ao mesmo período de 2022. Entre janeiro e agosto do ano passado, os bombeiros militares salvaram 441 vidas de afogamentos. Segundo a corporação, essa redução resulta das ações preventivas que vêm sendo conduzidas.

Ainda segundo o balanço do CBMCE, 80% das vidas salvas de afogamentos ocorreram na Praia do Futuro, em Fortaleza. Em seguida, surge a cidade de Caucaia, com 9% dos salvamentos e a praia de Jericoacoara, com 6% dos registros. O município de Aracati, responde por 5%.

Prevenção é o melhor caminho

Para que cearenses e turistas tenham mais segurança na hora do lazer aquático, o Corpo de Bombeiros orienta aos banhistas que sempre confiram se a área em que estão entrando é permitida para banho e obedeçam a sinalização existente. Também é necessário identificar onde ficam os postos de guarda-vidas e mergulhar apenas nas proximidades.

“Caso o banhista perceba que entrou em uma área de correnteza, e não consiga sair, peça imediatamente socorro. E, mesmo que saiba nadar, jamais tente salvar alguém do afogamento sem o treinamento adequado. Disque 193. A ligação é gratuita e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana”, alerta a corporação.

Atenção aos pequenos

Em praias, rios, lagoas ou barragens, é preciso cuidado redobrado com as crianças. “A distância que o pai, mãe ou tutor deve manter da criança é de um braço e nunca perdê-la de vista. A baixa estatura e a pouca maturidade para lidar com os movimentos imprevistos das águas as torna ainda mais vulneráveis”, aponta o CBMCE.

Cabe lembrar que as correntes de retorno são as principais causadoras de afogamentos no mar. Elas aparecem em locais rasos, são águas mais escuras, com pouca ou nenhuma onda. “A aparência de tranquilidade das águas confunde facilmente e, enquanto estão se divertindo, as crianças não são capazes de compreender os riscos”, finaliza o alerta.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CBMCE.

43
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

V008-IMG-PL-0033-IMA-INS-GR-R01
Em Fortaleza, Passaré recebe empreendimento com valor geral de venda de R$ 88 milhões
Fotos
Justiça do Ceará reconhece direito de mulheres trans à aposentadoria feminina
foto site - 1
Elenco do filme “Motel Destino”, dirigido por um cearense, canta e dança forró em Cannes, na França
governo-ceara-programa-meu-celular
Primeiros celulares recuperados pelo Programa Meu Celular são entregues pelo governo do CE
logo-urbnews-redondo