MENU

Camilo anuncia que cursos de licenciatura serão avaliados anualmente a partir de 2024

O anúncio foi feito em Brasília, na coletiva de imprensa para divulgar os resultados de 2022 do Enade
No ano passado, foram avaliados quase 110 mil cursos pelo Enade, com 26 áreas de atuação, sendo 13 no nível de bacharelado e de tecnologia. (Foto: Luis Fortes/MEC)

O ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou que os cursos de licenciatura serão avaliados todos os anos, a partir de 2024, pelo Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O anúncio foi feito em Brasília, nesta terça-feira (31), em coletiva de imprensa para divulgar os resultados do exame na sua edição de 2022. Atualmente, os desempenhos dos alunos dos cursos de graduação são analisados a cada três anos, conforme o ciclo avaliativo.

No ano passado, foram avaliados quase 110 mil cursos pelo Enade, com 26 áreas de atuação, sendo 13 no nível de bacharelado e de tecnologia. Entre eles estão: administração, ciências contábeis, ciências econômicas, direito, jornalismo, psicologia, publicidade e propaganda, comércio exterior, design de interiores, gestão comercial, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais.

Entre as instituições avaliadas, 86% (1.749) são privadas e 14% públicas. Se consideradas as áreas com o maior número de inscritos, estão os cursos de direito, com 136.145 alunos inscritos; seguido por 119.053 dos cursos de administração. Em percentual de participação de estudantes no Enade, em primeiro lugar estão os cursos de psicologia, com 39.135 (87%) estudantes.

Com relação aos resultados, as universidades públicas tiveram as maiores notas (4 e 5). Já as privadas se concentram nos índices 2 e 3. Os números também mostram que 31,6% dos concluintes são beneficiados por subsídios ou financiamentos públicos, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Universidade Para Todos (Prouni).

O ministro da Educação apontou que o ensino superior público “têm qualidade maior, apesar do seu percentual menor de alunos. Mas, isso mostra a qualidade melhor das instituições públicas federais e das públicas”.

Considerando uma expectativa de notas em torno de 60 pontos, no caso dos cursos de bacharelado, comunicação social – jornalismo (56,89), secretariado executivo (57,82) e turismo (54,03) têm médias nacionais próximas às esperadas. Já nos cursos tecnológicos, o destaque foi a área tecnológica de design de moda (60,04) que teve a maior média.

Com informações da Agência Brasil e Inep

18
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

Design sem nome (27)_Easy-Resize.com
Congresso derruba veto de Lula e volta a proibir 'saidinha' de presos
Design sem nome (26)_Easy-Resize.com (3)
TSE divulga edital de concurso com salários de até R$ 13,9 mil nesta quarta-feira (29)
Design sem nome (25)
Ceará é o primeiro lugar no ranking nacional de crianças alfabetizadas na idade certa
foto site (44)
Ministério lança diretrizes para uso de câmera corporal para policial
logo-urbnews-redondo