MENU

Pablo Marçal, Eduardo Bolsonaro e outros serão investigados pela PF por fake news envolvendo Rio Grande do Sul

De acordo com o Ministério da Justiça, a investigação irá apurar ilícitos ou eventuais crimes relacionados à disseminação de desinformação
Segundo Pimenta, a maioria das informações falsas visa desvirtuar a veracidade das ações de resgate e do auxílio humanitário destinado aos moradores do estado gaúcho (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A Polícia Federal (PF) irá investigar a divulgação de fake news sobre as ações governamentais e federais em auxílio à emergência climática no Rio Grande do Sul. O ofício foi assinado pelo ministro-chefe da Secretaria das Comunicações (Secom), Paulo Pimenta, que citou no documento pessoas envolvidas na disseminação de notícias falsas, como o influenciador Pablo Marçal e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP).

Segundo Pimenta, a maioria das informações falsas visa desvirtuar a veracidade das ações de resgate e do auxílio humanitário destinado aos moradores do estado gaúcho. O ministro também classifica essas ações como “perigosas”.

“A propagação de falsidades pode diminuir a confiança da população nas capacidades de resposta do Estado, prejudicando os esforços de evacuação e resgate em momentos críticos. É fundamental que ações sejam tomadas para proteger a integridade e a eficácia das nossas instituições frente a tais crises”, cita o ofício.

De acordo com o Ministério da Justiça, a investigação irá apurar ilícitos ou eventuais crimes relacionados à disseminação de desinformação e individualização de condutas. A Advocacia-Geral da União (AGU) também irá participar do processo junto dos órgãos competentes para realizar ações judiciais.

Entre os possíveis investigados apontados pelo relatório da Secom, está o influenciador Pablo Marçal, que no último domingo (5) publicou no X (antigo Twitter) que a Secretaria da Fazenda do RS estaria barrando caminhões de transportarem doações para as populações afetadas. A informação foi posteriormente desmentida pelo órgão e por veículos locais.

Essa mesma notícia falsa foi compartilhada pelo senador Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG), em plataformas como Instagram e X. Outras postagens envolvendo o deputado federal Eduardo Bolsonaro, o jornalista Thiago Asmar, o influenciador Leandro Ruschel, a influenciadora Fernanda Salles, além de contas como Pavão Misterious e Tumulto BR, são descritas no ofício enviado por Paulo Pimenta.

Nesta terça-feira (7), data do repasse do ofício até o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, Paulo Pimenta demonstrou indignação com o impacto das notícias falsas no trabalho de resgate realizado no Rio Grande Sul.

“Tem gente trabalhando 24 horas por dia, quatro dias sem dormir, pessoas colocando a vida em risco para salvar outras. Enquanto isso, tem uma indústria de fake news alimentada por parlamentares, por influencers, por pessoas que se dedicam a atrapalhar o esforço que está sendo feito para salvar vidas”, afirmou.

31
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

Bp1A60IsPbDHot92 - frame at 0m21s
Lula diz que a “tendência é vetar” taxação sobre compras online: “muita bugiganga”
Design sem nome (9)
Comissão do Senado aprova castração química para reincidentes em crimes sexuais
Fotos (5)
TRE do Rio de Janeiro absolve Cláudio Castro e mantém seu mandato como governador
foto site - 1
STF proíbe desqualificação de mulher vítima de violência sexual
logo-urbnews-redondo