MENU

No Ceará, presidente do BNDES lança programa de investimentos para agricultores

O programa Sertão Vivo vai investir R$ 251,6 milhões no Ceará, em 72 municípios do estado
Segundo o BNDES, o projeto vai beneficiar mais de 60 mil famílias do semiárido cearense. Foto: Reprodução/Alece

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou nesta quarta-feira (15) o programa “Sertão Vivo, Semeando Resiliência Climática em Comunidades Rurais no Nordeste”. Ao lado do governador Elmano de Freitas (PT), Aloizio Mercadante anunciou R$ 251,6 milhões para o Ceará, investidos em 72 municípios do estado.

A iniciativa é fruto de uma parceria o BNDES e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) da Organização das Nações Unidas (ONU), com investimento total de R$ 1,8 bilhão. No Ceará, segundo o BNDES, o projeto vai beneficiar mais de 60 mil famílias do semiárido cearense.

A ação é organizada em três componentes: financiamento de sistemas produtivos resilientes ao clima (CRPS); financiamento de acesso à água para produção; e gestão do conhecimento e ampliação de escala.

“Nós fomos passo a passo avançando com tecnologia de produção, com tecnologia de organização, pois é muito importante os movimentos sociais que aqui estão, o que a ASA realizou com cisternas de primeira água, depois cisternas de segunda água, para a gente aprender a viver e conviver com as nossas supostas dificuldades, porque a dificuldade que o sol nos traz, vai também nos trazer limpeza com a produção de energia solar pelo sertão do Ceará”, declarou o governador Elmano de Freitas.

Já o presidente do BNDES, que acompanha de perto as enchentes que atingem o estado do Rio Grande do Sul, colocou em pauta a crise climática no contexto da iniciativa. “Com o extremo climático, com a crise climática, os desafios são maiores ainda para o povo do sertão, no semiárido do Nordeste. Ao mesmo tempo que eles são aqueles que aprenderam a conviver na adversidade do clima, e interessa ao mundo entender como é que se faz isso, porque outros países vão viver, os extremos climáticos estão se acentuando”, destacou Mercadante.

“Então nós temos o desafio gigantesco de reconstruir, mas também de nos preparar e nos adaptarmos aos extremos climáticos. Então o semiárido tem regiões que estão ficando áridas, estão ficando desertas. Nós precisamos nos antecipar e dar recursos hídricos, os sertanejos sabem lidar com os recursos hídricos, sabem poupar água”, acrescentou.

Lançado em outubro do ano passado pelo Governo Federal, o Sertão Vivo tem o objetivo de reduzir a mudança climática, fortalecer a agricultura familiar, aumentar a produtividade e combater a fome no Nordeste.

24
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

foto site (53)
Telhado desaba sobre quatro pessoas no Vicente Pinzón, em Fortaleza
V008-IMG-PL-0033-IMA-INS-GR-R01
Em Fortaleza, Passaré recebe empreendimento com valor geral de venda de R$ 88 milhões
Fotos
Justiça do Ceará reconhece direito de mulheres trans à aposentadoria feminina
foto site - 1
Elenco do filme “Motel Destino”, dirigido por um cearense, canta e dança forró em Cannes, na França
logo-urbnews-redondo