MENU

Brasil tem aumento significativo no número de mulheres que engravidam após os 35 anos

De acordo a Fiocruz, a taxa subiu de 9,1% em 2000 para 16,5%, em 2020; a UrbNews conversou com os médicos Marcus Bessa e Fábio Eugênio para entender sobre o fenômeno
Uma gravidez é considerada tardia quando ocorre a partir dos 35 anos de idade. Foto: Freepik

A tendência da maternidade tardia, quando mulheres decidem ter filhos na fase posterior da vida reprodutiva, está em ascensão devido a mudanças na sociedade, avanços médicos e escolhas pessoais. Algumas mulheres priorizam estabelecer primeiro as suas carreiras, garantir estabilidade financeira ou encontrar o parceiro ideal. Além disso, há mulheres que não sentem desejo de ser mães até chegarem a uma idade mais avançada.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que analisou os dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS) entre 2000 e 2020, houve um aumento significativo no número de mulheres que engravidam após os 35 anos no Brasil ao longo das últimas duas décadas. Em 2000, 9,1% dos bebês nascidos eram de mães com mais de 35 anos, enquanto em 2020 esse percentual quase dobrou, atingindo 16,5%.

A UrbNews conversou com os médicos Marcus Bessa e Fábio Eugênio, da BIOS – Centro de Medicina Reprodutiva (@clinicabiosfortaleza), para entender sobre o fenômeno

“Antes de definir a idade, é importante pensar em como se encontra aquela mulher no período pré-gestação, à medida que ela passa dos 35 anos e, principalmente, dos 40 anos, a gestação passa a ter algumas peculiaridades. Do ponto de vista de riscos, há três: o da saúde materna, da saúde genética do bebê e o de conseguir ou não ter o bebê”, relata o Dr. Marcus Bessa, ginecologista e obstetra. 

De acordo com o médico especialista, a sobrecarga durante a gravidez pode acelerar o comprometimento da microvasculatura e trazer outras dificuldades cardiológicas e dificuldades venosas, já que a grávida vai ter uma sobrecarga de líquido muito grande. Além disso, de forma mais lenta, o aumento de varizes, riscos de trombose e trombogênicos também aumentam com a idade, o que não significa dizer que não possam ser evitados ou prevenidos em certa medida. 

Importância do planejamento reprodutivo

O planejamento reprodutivo permite que as pessoas decidam conscientemente quando querem ter filhos, quantos desejam ter e qual o intervalo entre as gestações. Isso contribui para a saúde materna e infantil, reduzindo complicações durante a gravidez e melhorando os cuidados com os bebês. 

“A maternidade tardia, a possibilidade de congelamento de óvulos, a possibilidade de congelamento de embriões, faz com que essa mulher possa, de fato, mais cedo priorizar as demandas da sua vida pessoal retardando a primeira gestação. Realmente, a reprodução assistida, a evolução, trouxe essa possibilidade. Apesar de que a gente deve sempre lembrar, mesma reprodução assistida depende de óvulos, e esses óvulos vão diminuindo com o tempo, isso é inexorável, é biológico”, detalha o especialista Marcus Bessa.

Dr. Fábio Eugênio, médico especialista em fertilidade, em entrevista à UrbNews, explica ainda que quando a mulher pretende engravidar tardiamente, os médicos propõem o planejamento reprodutivo, que consiste em congelar óvulos ou embriões para ajudar a aumentar a chance de gravidez futura.

“Em relação à idade da mulher, o Conselho Federal de Medicina permite que sejam feitos tratamentos sem nenhuma restrição até os 50 anos. Então, a mulher poderia fazer tratamentos para engravidar até os 50 anos, mas isso aí não é uma regra, ou seja, uma paciente com mais de 50 anos também pode ser mãe, mas nesse caso ela tem que ser muito mais bem avaliada, ela tem que fazer uma série de exames para saber”, explica o médico.

Aos 41 anos, a comediante e atriz Dani Calabresa revelou o desejo de aumentar a família. No início do relacionamento com o atual marido, ela revela que ainda não está preparada para a maternidade, mas já garantiu a sua reservar. Em 2020, a artista optou por preservar os óvulos, criando uma oportunidade para uma gravidez no futuro, quando estiverem prontos para dar esse passo.

Em um caso com esse, Dr. Fábio Eugênio avalia: “desde que a mulher tenha uma saúde perfeita, não tenha nenhum risco aumentado para a vida dela em engravidar, e tudo isso é avaliado pelo médico, e desde que a gente consiga também um embrião de excelente qualidade para transferir para o útero dela. Em relação a esse embrião, é o que a gente já falou, ou ela deixou óvulos congelados numa idade mais precoce, ou ela utiliza um óvulo doado de uma mulher jovem para formar o embrião e implantar no seu útero. E o útero pode ser preparado para engravidar, mesmo a mulher estando na menopausa. O útero é um órgão muito plástico, e quando a gente faz um preparo hormonal, ele se prepara para uma gravidez, mesmo a mulher estando já até na menopausa”.

Laysa Melo, da Redação

27
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
‘Evidências do Amor’, filme estrelado por Sandy e Fábio Porchat, tem ar de comédia romântica clássica
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa

Notícias relacionadas:

Fotos
Brasil
São João deve atrair 21,6 milhões de pessoas pelo Brasil; 2 milhões festejam em Maracanaú, no Ceará
Design-sem-nome-36
Brasil
Consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda é liberada nesta sexta (21)
Dia do Mídia: diante de mudanças comunicacionais, profissionais ressaltam importância do papel 
Brasil
Dia do Mídia: diante de mudanças comunicacionais, profissionais ressaltam importância do papel 
Bingo, cassino e jogo do bicho: CCJ do senado-aprova-liberacao-de-jogos-de-azar-no-brasil
Brasil
Bingo, cassino e jogo do bicho: CCJ do Senado aprova liberação de jogos de azar no Brasil
logo-urbnews-redondo