MENU

Plataforma apresenta espécies em perigo de extinção no País; Ceará possui ao menos dez

Dado é do Sistema de Avaliação do Risco de Extinção da Biodiversidade, ou Salve, plataforma lançada pelo ICMBio nesta semana.
O pássaro Soldadinho-do-Araripe, endêmico da Chapada do Araripe, integra a plataforma que mostra riscos de extinção de espécies. (Foto: Ciro Albano)

Nesta semana, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) lançou uma plataforma na internet que apresenta a situação de quase 15 mil espécies de animais no Brasil: o Sistema de Avaliação do Risco de Extinção da Biodiversidade, conhecido como Salve.

Um dos objetivos da ferramenta é avaliar as populações de animais em risco nos mais diversos biomas brasileiros e conhecer as possíveis ameaças: queimadas, desmatamentos, destruição de habitat, caças e matanças deliberadas.

Segundo a plataforma, o Ceará possui dez espécies endêmicas — ou seja, exclusivas do seu ecossistema — que estão classificadas como Criticamente em Perigo (CR) ou Em Perigo (EN) na plataforma. Todas pertencem ao bioma Caatinga, que predomina no Estado.

Dentre elas está o famoso pássaro soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni), que ocorre apenas na Chapada do Araripe, região do Cariri. Segundo a ficha de análise de risco da espécie, o uso indiscriminado das fontes de água e as consequentes modificações decorrentes desta atividade são a ameaça mais importante à sobrevivência do passáro.

Ainda segundo o ICMBio, a área de potencial ocorrência histórica do soldadinho já perdeu 77% de sua vegetação original e continua sofrendo degradação ambiental e diminuição na quantidade e qualidade dos recursos hídricos. O número de indivíduos maduros caiu 13% em dois anos, projetando-se uma perda populacional de 86% em três gerações.

Outra espécie cearense em risco é o sapinho maranguapense, ou rãnzinha-pulga (Adelophryne maranguapensis), encontrada somente no Pico da Rajada, na Serra de Maranguape. A espécie é abundante, mas sofre forte pressão da expansão urbana, com a construção de casas de veraneio e de plantações de bananas que atingem as porções mais altas da Serra.

Já o cururu-do-cascon (Rhinella casconi) é uma espécie exclusiva do maciço de Baturité, em
uma área restrita de 4 km² de floresta úmida, que tem a perda de hábitat como sua principal ameaça. Ele também sofre com perda e degradação de hábitat devido à expansão urbana, com a construção de casas de veraneio e de plantações de café e banana.

Outra espécie Criticamente em Perigo é o sapo-de-chifre-do-araripe (Proceratophrys ararype), endêmico à encosta da Chapada do Araripe. A espécie sofre principalmente com as atividades agrícolas, desmatamento da vegetação marginal e desvio de córregos e riachos para a agricultura e recreação. A expansão urbana e queimadas frequentes também representam ameaças à espécie e um declínio na qualidade do seu hábitat.

O sapinho maranguapense, ou rãnzinha-pulga, é uma espécie endêmica do Ceará que sofre forte ameaça da expansão urbana. (Foto: Daniel Cassiano Lima/Uece)

Plataforma Salve

Para o coordenador da Coordenação de Avaliação do Risco de Extinção das Espécies da Fauna (Cofau) e analista ambiental do ICMBio, Rodrigo Jorge, a iniciativa vai contribuir para a conservação das espécies ameaçadas. “Precisamos avançar na realização de análises para estimar a tendência da biodiversidade no Brasil”, afirma.

Dentro das quase 15 mil espécies avaliadas, já estão publicadas e disponíveis as fichas completas de 5.513 espécies. Segundo o ICMBio, a expectativa é que, até o final deste ano, sejam concluídos os trabalhos para a publicação de nova atualização da lista de espécies ameaçadas da fauna brasileira e disponibilização das fichas das espécies.

“O Brasil é reconhecido mundialmente por abrigar a maior biodiversidade do planeta, e a partir da atualização e disponibilização desses dados será possível reforçar a implementação de ações que promovam a conservação da nossa fauna”, diz Rodrigo.

O ICMBio exemplifica que as informações disponíveis na plataforma podem ser utilizadas para processos de licenciamento ambiental. Acentua que “análises realizadas a partir dos registros de ocorrência de espécies disponibilizados no Salve permitirão verificar áreas de concentração de espécies ameaçadas”.

Segundo o instituto, o desenvolvimento da plataforma teve início em 2016 com profissionais do instituto. Esse processo envolveu 13 centros nacionais de pesquisa e conservação (CNPC) do órgão e mais de 1,5 mil profissionais.

Qualquer pessoa pode fazer pesquisa na plataforma, pelo nome popular ou científico do animal. Conheça a plataforma aqui.

Espécies endêmicas do Ceará Criticamente em Perigo (CR)

Peixe-anual (Anablepsoides cearensis)
Escorpião (Hadrurochactas brejo)
Cururu-do-cascon (Rhinella casconi)
Sapo-de-chifre-do-araripe (Proceratophrys ararype)
Rãnzinha-pulga (Adelophryne maranguapensis)
Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni)
Escorpião-chicote-de-cauda-curta (Rowlandius ubajara)

Espécies endêmicas do Ceará Em Perigo (EN)

Arapaçu-de-lafresnaye (Xiphorhynchus guttatoides gracilirostris)
Saripoca-de-gould (Selenidera gouldii baturitensis)
Cascudinho (Parotocinclus spilurus)

48
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)
Confira os horários das missas nas paróquias de Fortaleza durante a Semana Santa
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Nova série da Urbnews traz vidas transformadas por ações do Governo do Ceará

Notícias relacionadas:

foto site (39)
Inscrições para Enem 2024 começam na segunda-feira, dia 27
foto site berg (52)
IBGE: quase 94% da população brasileira se vacinou contra covid-19
Fotos
Magda Chambriard assume presidência da Petrobras após aprovação do conselho
Fotos (3)
Novo alerta de emergência para chuvas deve operar até dezembro no Sul e Sudeste
logo-urbnews-redondo