MENU

Inteligência mostra que Israel não teve culpa em explosão de hospital em Gaza, diz Biden

Estima-se que mais de 500 pessoas morreram ou ficaram feridas na explosão do explosão no Hospital Al-Ahli al-Arabi, nesta terça-feira (17).
O presidente dos EUA também disse, em postagem no X - antigo Twitter - que tem feito “perguntas difíceis” ao primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, com quem tem se encontrado ao longo dos últimos dias. (Foto: Reprodução/X @POTUS)

O presidente norte-americano Joe Biden, em visita a Tel Aviv, reforçou sua afirmação de que Israel não causou a explosão no Hospital Al-Ahli al-Arabi, na Faixa de Gaza, na noite desta terça-feira (17).

No momento do ataque, o hospital estava em operação, com pacientes, profissionais de saúde e pessoas internadas. Estima-se que mais de 500 pessoas morreram ou ficaram feridas, segundo o Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas.

Quando perguntado por jornalistas o que o fazia ter tanta certeza de que Israel não causou a explosão, Biden disse que eram “dados de inteligência mostrados por meu departamento de defesa”. O grupo Hamas, que culpa Israel pela tragédia, acusou Biden de ser “cegamente enviesado”.

O presidente dos EUA também disse, em postagem no X – antigo Twitter – que tem feito “perguntas difíceis” ao primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, com quem tem se encontrado ao longo dos últimos dias.

Mais cedo nesta quarta-feira (18), oficiais militares de Israel apresentaram evidências que, segundo eles, mostram a explosão fatal no hospital sendo causada por um foguete defeituoso lançado pelo grupo palestino Jihad Islâmica.

“Uma análise dos sistemas operacionais das IDF indica que uma barragem de foguetes foi disparada por terroristas em Gaza, passando nas proximidades do hospital Al Ahli em Gaza no momento em que foi atingido”, disse um porta-voz das Forças de Defesa de Israel (IDF, em inglês)

OMS condena ataque

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nota condenando o ataque aéreo ao hospital Al Ahli Arab, localizado no norte da Faixa de Gaza. De acordo com a OMS, o hospital era uma das 20 instituições da região que receberam ordens de evacuação pelas forças de segurança israelenses.

“A ordem de evacuação tem sido impossível de ser executada dada a atual insegurança, o estado crítico de muitos pacientes e a falta de ambulâncias, pessoal, capacidade de camas do sistema de saúde e abrigo alternativo para os deslocados”, diz a organização internacional.

A OMS pede a suspensão das ordens de evacuação e a proteção dos civis e das unidades de saúde durante o conflito Israel-Hamas. “O direito humanitário internacional deve ser respeitado, o que significa que os cuidados de saúde devem ser ativamente protegidos e nunca visados”.

Com informações da BBC e Agência Brasil.

14
Compartilhe:
Mercado
Clima/Tempo
Mais Lidas
Governo do Ceará combate a insegurança alimentar no Estado com o Programa Ceará Sem Fome
Ceará Credi transforma pessoas e a economia por meio de incentivo a pequenos empreendedores
Conheça as 8  fotos mais famosas do mundo e a história por trás de cada uma delas
Mais de 1000 Cozinhas Ceará Sem Fome levam alimento diário a famílias em todo o Estado
A história que você não conhece: a ligação de uma cidade cearense à Independência do Brasil
‘Evidências do Amor’, filme estrelado por Sandy e Fábio Porchat, tem ar de comédia romântica clássica
Prefeitura de Fortaleza é a primeira do Norte e Nordeste no ranking de matrículas na Educação Inclusiva
Teresina não terá aumento da passagem de ônibus, anuncia secretaria
Confira a programação de 13 de Maio, Dia de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza, nesta segunda-feira
Relíquias de Santa Teresinha poderão ser visitadas por Fortaleza a partir desta quinta (25)

Notícias relacionadas:

Trump chama Kamala de lunática  radical em 1º comício desde desistência de Biden
Mundo
Trump chama Kamala de lunática radical em 1º comício desde desistência de Biden
President Biden addresses his decision to step out of presidential race - frame at 0m14s
Mundo
Defesa da democracia é mais importante do que qualquer cargo, diz Biden
Uma em cada 11 pessoas pode ter passado fome no mundo em 2023; Brasil tem saldo positivo
Mundo
Uma em cada 11 pessoas pode ter passado fome no mundo em 2023; Brasil tem saldo positivo
Após ataque de tubarão, perna de surfista é encontrada em outra praia na Austrália
Mundo
Após ataque de tubarão, perna de surfista é encontrada em outra praia na Austrália
logo-urbnews-redondo